supercrônico

supercrônico
crônicas, contos e poesias

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Os homens são como os gatos.

Psiu... Psiu... Psiu...
Não vem mesmo!
Chego a me desgastar de tanto que as chamo e eles só ficam deitados de barriga pra cima ronronando e se banhando com saliva. Só vem a gente quando esta com fome, principalmente quando ouvem barulho de talheres batendo aos pratos, barulho de embalagens plásticas se abrindo ou quando sentem cheiro de comida, quando não aquele “TSIII...” de fritura.
Pior é quando sai briga, viram uma espécie de avalanche descendo o telhado, um baita barulho a noite, em que nos acorda assustado. Brigas bobas por disputas territoriais ou por fêmeas.
O cortejo é um barato, se tornam tarados e as perseguem como loucos e as atacam mordendo o pescoço,naquela sobra de pele na parte de cima. Ás vezes somem, ficam dois, três dias fora e voltam sempre com uma cicatriz no rosto. Miam, miam, miam... Fecha os olhinhos e miam, esfregando o focinho em nossos pés.
Legal é quando são filhotes, brincam com os irmãos e quando crescem se separam.Basta esfregar a ponta de uma folha seca no chão que eles vem correndo, saltitando a brincar.
Crescem e se separam, vão caçar, vadiar e procurar um dono. Dizem por aí que não somos nós que a adotamos e sim são eles que escolhem a casa que querem morar. Pequena, grande, de rico ou de pobre, não interessa, invade o nosso lar, pula na pia e roubam as nossas misturas e saem correndo pra comer no quintal.Tem também outra lenda que diz que os gatos velhos visando a própria morte saem da sua casa e vão morrer longe da família que o adotou.
Malandros por instinto, vagabundos boêmios, sedutores e valentes, assim são eles. Há uma observação: "só as fêmeas têm três cores".
No parque da represa tem vários que se aglomeram como gangue formando uma bola só de pelo colorida,preto,branco,rajado,pardos despertando a laegria das crianças que os admiram e observa seu jeito natural de ser.
Odeio os gatos!
São interesseiros, cínicos e falsos, não tem nenhum afeto e consideração pelo dono, só sujam a casa com pelo e gastam nosso dinheiro com ração, embora muitos comem restos, caçam pardais e lagartixas na parede.
Lagartixas na parede?
É... O meu adora, o seu não?Tudo bem.            
Já ouvi muitos falarem isso.
Porém não entendo!
Os gatos são como os homens.
Os homens são como os gatos.
Mas piores.
Os gatos fazem isso por instinto, puro instinto, é o que a lei da natureza estabeleceu a eles, espreitar, caçar, perseguir, seduzir, cruzar, vadiar... Vadiar.

Nós gatos já nascemos pobres, porém já nasceram livres”

Agora os homens...

Há... !!!

Nem te falo.

Vagner Zaffani (texto-8)
01/03/03

Um comentário:

  1. Os homens...
    esses quando se jogam na vida nem sempre caem de pé.

    ResponderExcluir